São objetivos do II Congresso Internacional Limite(s): Experiências e Desafios da Humana Condição:

– Apresentar uma pluralidade transdisciplinar de representações sobre a questão do(s) limite(s) enquanto experiência e desafio da humana condição, e debater as problemáticas e os contributos das diversas áreas de abordagem da realidade que este tema levanta.

– Compreender as mudanças profundas que estão em curso na(s) sociedade(s) atual(ais) relativamente ao tema do(s) limite(s).

– Debater as preocupações mais significativas do nosso tempo, nos quadros político, social, cultural, religioso e económico, e que situações-limite elas postulam.

– Compreender os limites de carácter ético que se colocam à ação da ciência, da medicina, da tecnologia, dos media e do ciberespaço, da educação, da cultura, da arte, da linguagem, da religião, etc.

– Enquadrar a questão do(s) limite(s) no quadro referencial da Declaração dos Direitos Humanos.

– Escutar múltiplas narrativas acerca do(s) limite(s): no desporto, nas expressões artísticas, nas religiões, nas geografias, na sucessão dos tempos, etc.

– Conhecer experiências e desafios do(s) limite(s) por povos e culturas ao longo da história.

– Perceber em que medida o(s) limite(s) representa(m) não apenas uma experiência, mas um desafio, numa leitura humanista.

– Analisar a questão do(s) limite(s) nas preocupações atuais do “cuidar [cuidado?] da casa comum”.

– Concorrer para a leitura do(s) limite(s) no espaço da relação entre o humano e o divino.

– Equacionar propostas concretas para uma sociedade mais consciente, mais formadora, mais ética, mais humana, no respeito pelo desenvolvimento pleno de cada pessoa, o qual integra a profunda aceitação da natureza condicionada de cada um.